terça-feira, 30 de maio de 2006

Onde estão os talentos?

Canaã. Cantata. Esse é o cenário onde tudo começa. Ao final do Musical Paixão Pela Vida sempre há um período onde os que tem andado longe do Senhor se voltem a Ele tomando a decisão de segui-lo e se levantando nos seus lugares. Alguns irmãos tem a incumbência de chegar com eles e anotar alguns dados pra que a igreja lhes mande uma carta convidando-os à igreja. Eu era uma dessas pessoas. Estava eu lá no momento do apelo esperando a minha hora quando dois bancos à minha frente se levanta um rapaz. Na hora eu o reconheci. Eu já havia participado da escola dominical com ele na minha igreja e costumava vê-lo, depois dele ter saído da igreja, saindo da escola onde estudava. Agora ele estava ali se levantando e voltando aos pés do Senhor. E eu? Eu me acovardei. Não conseguia ir lá levar o papel e o lápis pra anotar dados pra aquele cara que eu conhecia. Não conseguia. Um outro irmão chegou com ele e fez o que eu deveria ter feito. Hoje ele é do meu grupo familiar e é um membro fiel da igreja. Servo do Senhor até o osso. Já até contei essa história pra ele.

No colégio eu tinha muitos amigos. Com alguns eu conversava mais e com outros menos mas sempre fui um cara de muitas amizades. Uma delas era um outro rapaz. Vivia sempre nas festas do fim de semana. Ficava com algumas garotas da minha sala assim como por onde ele andava. Traía a namorada e acho que era chegado a bebida também. Ou seja... um cara como muitos que você conhece. Uma vez ele chegou comigo me perguntando qual a minha igreja e como era lá. Eu falei e ele se mostrou interessado. Era alguém em quem eu via potencial. Só que eu não queria um compromisso desses. O cara tinha jeito de ser difícil e eu via obstáculos onde não haviam. Anos depois eu o encontrei na minha igreja. Se converteu e hoje faz parte da lista de membros assim como boa parte da sua família. Estou muito feliz por ele.

2002 foi o ano. Nesse ano estudei com outro rapaz. Esse era um galanteador. Jogava sempre verde com as garotas e era chegado a algumas coisa do cara anterior. Um rapaz muito comunicativo e super interessante. Sabia levar uma garota na conversa com certeza. Um bom amigo meu mesmo. Só que não falei de Cristo pra ele. Mesmo ele se mostrando interessado. Faz duas ou três semanas que ele me ligou. Disse que havia se convertido e agora fazia parte de um grupo de teatro que viajava o país com peças cristãs e me convidava a assisti-lo na igreja da Restauração no sábado. Nossa mas eu fiquei muito feliz. Infelizmente não pude ir mas o encontrei nessa segunda agora (dia 29) numa outra peça lá na minha igreja também. Deus transformou a vida desse cara e agora ele é nova criatura concerteza.

O que eu quero dizer com essas três histórias onde Deus me mandou fazer algo que não fiz e Ele acabou fazendo? Que quando Deus escolhe alguém não tem como mudar isso. Mas quando Ele te manda fazer algo você deve fazer por que senão perderá a bênção do Senhor. Perderá o sentido de estar nessa terra que é o de pregar a palavra do Pai. Deus não precisa da gente pra fazer a Sua obra mas mesmo assim nos quer fazendo-a. Não seria mais fácil se os anjos mesmo tivessem esse serviço? Seria até mais fácil. Mas não é isso que Deus quer. Ele nos quer fazendo isso. Ele nos manda fazer isso. E nós não fazemos.

Lembra da parábola dos talentos? Um homem, diante de uma viagem que teria que fazer, chama três servos e os manda tomar conta de determinadas quantias. Dos três, dois negociam e conseguem duplicar o valor que lhes foi dado e o outro termina por enterrar o dinheiro. Quando o homem volta, e vem pedir contas, chama os dois servos de fiéis e os chama a festejar com ele. O seguinte é chamado de "servo mal e preguiçoso" e o envia à prisão.

Essa parábola explica bem a situação. Deus nos deu pessoas a cuidar e o que fazemos é enterrá-las na areia. O homem concerteza era muito rico e não precisava dos servos para aumentar sua renda. Deus também é assim. não precisa de nós. Ele pode fazer todos encontrarem a Ele mas, como eu já disse, nos chama a ser instrumentos usados pelo seu poder. É uma honra muito grande estar nesse lugar e nós não o honramos. Estamos preocupados em como olharão para gente e em perder os amigos. Mas não deveríamos realmente estar interessados em salvar essas vidas? Sabemos que pode fazer isso e não os apresentamos. Cristo pode salvar o mundo mas não dizemos isso pra quem está perto de nós. Lentamente o inferno traga mais e mais vidas e o que fazemos? Oramos e damos dízimos pra missões? Além disso temos que agir! Temos que chegar com Deus e dizer "Senhor estou aqui! Me envia!" e nos prepararmos pro tranco porque Deus manda mesmo. No dia que você se tocar que Deus está te chamando pra falar Dele pra alguém não fuja. Você pode perder a oportunidade de ser usado e não há nada melhor do que ser usado por Deus. De ser uma parte ativa do corpo do Senhor

Eu e o meu amigo/irmão Isaac. Ele faz parte do Ministério teatral Jeová Nissi que leva a palavra do Senhor, por meio de esquetes maravilhosas, ao redor do Brasil e do mundo.

R. Jorge

Um comentário:

tatua disse...

eh dificil servir a Deus. dah medo, dah vergonha. mas e lah na hora do julgamento?? Cristo vai se envergonhar d defender a gnt.

falar eh facil neh? fazer eh q são elas. mas com Deus a gnt consegue.

bjx tatu ;***